E.S.S. - Emergência, Segurança e Sobrevivência
Simulado de
1 - De acordo com o RBHA-121, as aeronaves com capacidades para at 180 passageiros, devero possuir a bordo, para casos de emergncia, conjuntos de primeiros socorros em nmero de:
1
3
4
2
2 - Os cintos de segurana para tripulantes abrangem a regio:
torcica-abdominal atravs do cinto de inrcia
dorsal
torcica
abdominal atravs do cinto de inrcia
3 - Havendo um foco de incndio em um toalete e estando a porta do mesmo muito quente, antes de abri-Ia para combater o fogo, deve-se:
informar aos passageiros todos os procedimentos que sero adotados para que os mesmos permaneam calmos
abrir uma fresta ou fazer um furo na parte superior da porta do toalete, e descarregar um extintor de halon, de preferncia
solicitar a um tripulante tcnico, instrues sobre os procedimentos que devero ser adotados
vestir um capuz anti-fumaa e entrar, imediatamente no toalete
4 - Em locais com fumaa ou gases, os itens necessrios para o combate a focos de incndio alm do extintor adequado e luvas de amianto, so:
cilindro de oxignio com mscara full-face ou CAF
sistema fixo de oxignio e culos contra fumaa
mscara full-face ou sistema fixo de oxignio
cilindro de oxignio com mscara oro-nasal e CAF
5 - Os fatores que podem originar um acidente so:
tcnicos, casuais e operacionais
desconhecidos, meteorolgicos, operacionais, casuais, tcnicos e humanos
humanos, tcnicos e materiais
tcnicos, humanos e operacionais
6 - Para purificar 5 litros de gua, devemos adicionar ___ gotas de iodo e esperar __:__h
25 e 00:30
40 e 02:30
25 e 02:30
40 e 00:30
7 - Ao identificar um foco de incndio a bordo, o comissrio dever, prioritariamente:
trancar o compartimento afetado pelo fogo
comunicar ao comandante, pessoalmente, o fato
extinguir o fogo
retirar os passageiros prximos ao local
8 - A seqncia correta para uma pessoa abandonar a aeronave atravs das janelas de emergncia da cabine de comando :
a cabea, a parte superior do tronco e por ltimo as duas pernas
uma das pernas, a cabea, a parte superior do tronco e por fim a outra perna
as pernas e depois o restante do corpo
os braos, a parte superior do tronco e finalmente as pernas
9 - Em uma situao de emergncia real, a instruo que dever ser dada aos passageiros, em relao utilizao dos coletes salva-vidas, orienta para que estes sejam inflados:
com os passageiros sentados em seus lugares, antes do pouso
na soleira da porta ou sobre a asa, antes de abandonar a aeronave
aps o pouso, dentro da aeronave
quando os passageiros estiverem de p no corredor
10 - No caso de um pouso de emergncia, para se evitar ferimentos, todo material solto na cabine deve ser recolhido e guardado:
nos toaletes, travando-os
nos compartimentos dos equipamentos de emergncia
sob as poltronas dos passageiros
atrs das ltimas poltronas
11 - As poltronas da cabine de paxs so equipadas com cintos de segurana com reteno:
ventral
cordas de escape
escape slides
abdominal
12 - De acordo com o RBHA-121, as aeronaves com capacidades para at 180 passageiros devero possuir a bordo para casos de emergncia, conjuntos de primeiros socorros em nmero de:
4
1
2
3
13 - Durante uma evacuao de emergncia o comissrio percebe fogo do lado externo da aeronave. O mesmo dever:
redirecionar os paxs para outra sada e ir ajudar outro comissrio junto sua sada
permanecer junto sada e direcionar os paxs para outra sada
orientar os paxs para que utilizem as sadas sobre as asas
colocar a fita vermelha indicando que aquela sada no dever ser aberta
14 - Em uma evacuao, constatando-se que uma sada no deve ser aberta por haver condies externas adversas, o comissrio responsvel pela mesma dever:
aguardar instrues da cabine de comando
dirigir-se a outra sada de emergncia, solicitando que os passageiros o acompanhem
solicitar instrues ao chefe da equipe
permanecer junto sada em questo e direcionar os paxs para outra sada
15 - Vmito e diarria, so sintomas bsicos do veneno da cobra:
jararaca
coral
cascavel
surucucu
16 - Quanto ao uso de assentos flutuantes, deve-se informar aos pax que eles devem:
vest-los no interior da aeronave
coloc-los sem sair do lugar
amarr-los na cintura e ombros
lev-los consigo e abraar usando as tiras
17 - Falta de ar, dor na nuca e dificuldade de engolir, so sintomas causados pelo veneno da cobra:
surucucu
jararaca
cascavel
coral
18 - Para portas tipo "A", tem-se como coeficiente de evacuaes para sada de emergncia operativa:
20 a 30 pessoas em 90 seg
100 a 200 pessoas em 90 seg
90 a 100 pessoas em 90 seg
50 a 55 pessoas em 90 seg
19 - As sadas de emergncia com coeficiente de evacuao de 30-40 paxs em 90 segundo so as sadas tipo:
II
I
III
IV
20 - No pr-vo, a prioridade do check list dever ser com relao a:
condies de limpeza dos toaletes
revistas e jornais
equipamentos de emergncia
alimentao